13 de dez de 2010

Trabalho em branco


Entrei na sala de aula, confiante de que teria um 10 naquele trabalho.
Havia me preparado durante toda a madrugada, e sim, sabia tudo.
Meu grupo estava lá, e me daria suporte, o que me deixava bem mais tranquila, afinal, mais cabeças pensam melhor que uma só.

Mas o que eu não esperava aconteceu: O professor me chamou em particular. Foi andando comigo, em direção a porta da sala. Conversava, como quem não quer nada, e, quando ele abriu a porta da sala, uma forte luz inundou minha visão.
Depois que meus olhos se acostumaram com a claridade, pude notar que estava na minha rua, aquela rua não-asfaltada, até hoje calçada com paralelepípedos, aqueles que fazem o carro tremer, e o pé descalço doer.

Como em qualquer sonho meu, esse fato não me causou nenhum espanto.
O professor, careca, e com uma cara cansada e estressada, parou na minha frente e disse:

"-Pode começar"

Fiquei estatelada. Como começar? Começar assim, no meio da rua, sem meu grupo pra me apoiar? Não, não, não ia conseguir. Mas olhando pro professor, vi que ele não mudaria de ideia.
Comecei entao a falar, mas estava perdida, me sentia confusa, e não consegui dizer tudo o que precisava.
O professor, notando a minha confusão, resolveu dar uma "ajudinha", perguntando coisas sobre a matéria, que eu havia estudado há meses atras.
Me dava um branco gigantesco, não sabia sequer do que ele estava falando. Comecei inventar respostas, na tentativa de não fazer feio. Infelizmente, ele nao se mostrou muito convencido.

Disse um "OK" ríspido, virou a esquina e desceu o morro , dizendo um "acompanhe-me" quase imperceptível.

Desci atrás dele, afogada em lágrimas, pensando na noite perdida e nos erros cometidos.


******************************************
Recentemente, recebi de presente um "Dicionário dos Sonhos", e, sendo assim, vou tentar usá-lo para traduzir os sonhos postados, e para diferenciar o post da interpretação, vou colocar em negrito ao final de todos os textos.
Inauguremos o dicionário!

Sonhar com:
Rua em mau estado: Ter êxito de suas esperanças no futuro
Ter um professor: Raiva que o deixará constrangido por um motivo insignificante
Um homem que é professor de universidade: Infelicidade nos assuntos amorosos
Ser estudante em seminário: Um amigo falso procura prejudicá-lo

Então, vou brigar com o namorado por que um amigo falso vai inventar uma história insignificante, e vou ficar envergonhada, mas, mesmo assim, vou casar e ter filhos! E seremos felizes para sempre.

5 comentários:

  1. HAHAHAHHAHAHAHAHAHAH

    muito bom! :P
    daqui uns dia vou te visitar ai nessa rua, ta?
    beijo
    saudade

    ResponderExcluir
  2. Nerd é phoda né? Se matando por causa de trabalho até no sonho. kkkkk
    Acho que nós três vamos nos encontrar nessa rua ainda.
    Saudade

    ResponderExcluir
  3. Hahaha, acho que o dicionário da Lu só vai piorar as interpretações!

    ResponderExcluir
  4. Concordo com a Renata, apesar de não ter entendido nada do dicionário.

    ResponderExcluir
  5. E qual o propósito desse tiozinho? Que ele queria?
    Professor mal-comido é foda UHAUHAUAHUAHUAHA


    bjaum!

    www.suportedamente.blogspot.com

    ResponderExcluir